Se você realiza o controle de Comissões e/ou Indenizações para os representantes, pode realizar a integração contábil deste processo.

A integração contábil das comissões pode ser pelos títulos do Contas a Pagar (CP), pelas Comissões Geradas e Estornadas ou pelas Baixas por Estornos, sendo que para cada uma delas existem alguns tratamentos.


INTEGRAÇÃO DE COMISSÕES


Para realizar a integração das comissões serão considerados os títulos do CP, cujo tipo de documento seja o documento de comissão, que é informado nos Parâmetros do CP (FUTL0125 CTP), sendo que a integração da comissão será pelo movimento de EMISSÃO do título.

No Cadastro de Representantes (FREP0200), na pasta 'Int.Contábil', devem ser informadas as contas para integração contábil  das Comissões.

Irá também realizar a integração do IR, se houver contas de IR informadas.



INTEGRAÇÃO DE INDENIZAÇÕES


Para realizar a integração das indenizações serão considerados os títulos do CP, cujo tipo de documento seja o documento de indenização, que é informado nos Parâmetros do CP (FUTL0125 CTP), sendo que a integração da indenização será pelo movimento de EMISSÃO do título.

No Cadastro de Representantes (FREP0200), na pasta 'Int.Contábil', devem ser informadas as contas para integração contábil  das Indenizações.

Irá também realizar a integração do IR, se houver contas de IR das Indenizações informadas.



INTEGRAÇÃO DE COMISSÕES GERADAS E ESTORNADAS (PROVISÃO)


Para realizar a integração contábil das comissões Geradas e Estornadas a mesma será realizada sobre o movimento de EMISSÃO do título do Contas a Receber (CR), independentemente do tipo de documento.

Para a integração será considerado o seguinte:


- Se no Cadastro de Movimentos do Contas a Receber (FCTR0101), o movimento de EMISSÃO estiver com o campo 'Paga Comissão' como LIBERA, então a comissão será Comissão Gerada.



O valor da comissão gerada calculada, será:

Comis Gerada = Base de Comissão do Títulos * % de Comissão do Título


No Cadastro de Representantes (FREP0200), na pasta 'Int.Contábil', devem ser informadas as contas para integração contábil  das Comissões Geradas.



- Se no Cadastro de Movimentos do Contas a Receber (FCTR0101), o movimento de EMISSÃO estiver com o campo 'Paga Comissão' como ESTORNA EMISSÃO, então a comissão será Comissão Estornada. 



O valor da comissão estornada calculada, será:

Comis Estornada = Base de Comissão do Títulos * % de Comissão do Título


No Cadastro de Representantes (FREP0200), na pasta 'Int.Contábil', devem ser informadas as contas para integração contábil  das Comissões Estornadas.



INTEGRAÇÃO DAS COMISSÕES DE BAIXAS POR ESTORNO


Para realizar a integração contábil das Comissões de Baixas por Estorno, serão consideradas movimentações de Baixa dos títulos do CR, para todos os tipos de documentos, com exceção do documento de devolução, que é informado nos Parâmetros do Contas a Receber (FUTL0125 CTR), no parâmetro '18 - Tipo De Documento Utilizado Para Devoluções'. 

O tipo de movimento de baixa do CR  deve estar com o campo 'Paga Comissão' como ESTORNA EMISSÃO.



No Cadastro de Representantes (FREP0200), na pasta 'Int.Contábil', devem ser informadas as contas para integração contábil  das Baixas por Estorno.



Outras formas de buscar este artigo:

- Onde informar as contas para integração das comissões?