Entendimento básico do estoque em trânsito que é listado no Registro de Inventário (FFIS0302).



Quando o campo "Estoque em Trânsito" estiver selecionado como 'Calcular', será gerado o estoque em trânsito para o inventário. O controle de estoque em trânsito será realizado nas seguintes situações:

  • Notas fiscais de saída emitidas dentro do período de geração do inventário, que não foram canceladas, onde a raiz do CNPJ do cliente é igual à raiz do CNPJ da empresa que emitiu a nota;

  • Ambas empresas utilizam o sistema FoccoERP;

  • Ambas empresas trabalham com o mesmo servidor.


Nas situações descritas acima, os itens da nota fiscal de saída ficarão como estoque em trânsito da empresa origem, até que seja realizada a nota fiscal de entrada, na empresa destino.

O valor de estoque em trânsito é a média do valor do item da nota, de todas as notas emitidas no período que estiverem em trânsito.

A quantidade é a soma de todas as quantidades das notas em trânsito, para cada um dos itens.

O valor unitário é calculado através da divisão entre o valor total do item, dividido pela quantidade.

Os valores das notas fiscais de saídas serão convertidos com a unidade de medida do estoque.

Somente após a entrada na empresa destino é que será considerada a baixa do estoque da empresa origem.


EXEMPLO:

Empresa: 92.528.058/0001-20

Cliente:    92.528.058/0002-01

A raiz do CNPJ é 92.528.058


Notas fiscais emitidas pela empresa 92.528.058/0001-20 para a empresa 92.528.058/0002-01 ficarão em trânsito na origem, até que seja identificada a entrada, na empresa destino.

 

Quando ao gerar o Registro de Inventário (FFIS0302), e a opção "Fechamento Contábil" for marcada o campo Estoque em trânsito será marcado como "Calcular" e não poderá ser alterado.


Outras formas de buscar este artigo:

- Imprimir Estoque em Trânsito no Inventário

- O que é Estoque em Trânsito?